Secretário Lula Fylho faz um balanço dos primeiros dois meses de gestão

Share

Em entrevista para a Revista Saúde News Nordeste, o secretário de Saúde de São Luís, Lula Fylho, destacou como vem dando continuidade dos trabalhos à frente da Secretaria em dois meses de gestão. O secretário esclareceu que os primeiros meses são dedicados ao levantamento de informações, estabelecendo a organização de alguns pontos chaves, um deles referente a marcação de consultas.

“Temos um grande problema com filas para receber senhas e isso tem causado transtorno para a população. Então fizemos o seguinte, primeiro, fiz reuniões para entender o modelo que usamos, fizemos um seminário para que discutíssemos uma nova proposta para marcação de consultas, recebemos várias pessoas de outros estados com sistemas que utilizam Softs para essas marcações de consultas em outros estados, e definimos que uma melhor opção seria adotar o SISREG (Sistema de Regulação do Ministério da Saúde)”, explicou.

Lula Fylho ressaltou que assim quando assumiu a pasta, criou um grupo de trabalho que se reúne a cada 15 dias para estabelecer pauta objetiva, ação, prazo e responsáveis por cada ação, no prazo de 15 dias. Também foi estabelecido um prazo de sete meses para mudar a realidade da marcação de consultas em São Luís. Ele ressalta, por exemplo, que este mês, não houveram pautas negativas, relacionadas ao tema em São Luís. Para ele, o processo ainda vai permanecer por mais sete meses. “Aos poucos estamos saindo da crise, mas é um processo que vai permanecer por mais sete meses, até conseguirmos implantar essa nova marcação de consultas”, ressaltou.

Na Atenção Básica, foi feito um levantamento dos programas, analisando e implementando vários deles, atualizando medicamentos e insumos que são necessários. O secretário afirma que o ponto chave da Atenção Básica, foi buscar parceiros que ajudam a Secretaria a crescer em estrutura para ampliar a cobertura.

“Nós não temos recurso no município, a secretaria não tem orçamento e precisamos ampliar a cobertura da Atenção Básica porque afeta não somente São Luís, mas a todo o estado, os números do estado, e para isso busquei o parceiro SINDUSCON (Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Maranhão) que já está fazendo o projeto, ano que vem entregamos o primeiro e a partir daí, com outros parceiros privados, nós vamos construir outras Unidades ampliando assim a cobertura”.

O secretário também destaca o Educação Saúde, que precisava de um novo fôlego, Lula Fylho ressalta que têm buscado trabalhar constantemente para montar o cronograma de curso. Será montada a capacitação para diretores de Unidades Básicas de Saúde (UBS), encontro de líderes mensais, ou seja, mensalmente, haverá o encontro de líderes para diretores, supervisores, superintendentes, diretores gerais e administrativos.

“Vamos trabalhar a prevenção, que é um foco nosso, melhorar os atendimentos de UBS, vamos fazer compras de insumos para Farmácia Básica que hoje também está em falta. Tenho certeza no que ano que vem teremos muito mais resultados para a saúde, esse ano, nesse primeiro momento, é um momento de levantamento de informações e buscas de parceiros que possam melhorar nossas condições de trabalho”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *