Maranhão mantém alerta de risco para proliferação do Aedes Aegypti

Share

Saiba o que fazer para proteger sua casa contra o mosquito.

Apesar de estarmos no fim do período chuvoso, considerado a época mais propícia para proliferação do Aedes aegypti – transmissor da dengue, zika e chikungunya, é preciso manter o alerta para prevenção das doenças. A orientação é da  Secretaria de Estado da Saúde (SES) que reitera que os cuidados  devem ser tomados o ano todo.

Segundo a SES já foram confirmados em 2020 1.309 casos de dengue, 58 de chikungunya e 20 de zika vírus. O boletim divulgado revela também que 1.228 pessoas já se recuperaram da dengue no Maranhão. AS cidades com incidência das doenças são: Fortaleza dos Nogueiras, São Pedro dos Crentes, Nova Colinas, Governador Edison Lobão, Cururupu, Barra Do Corda, Balsas e Cajapió

Durante a pandemia do novo coronavirus estão esquecendo dos cuidados necessários para combater o mosquito. No entanto, as autoridades de saúde alertam para necessidade de limpeza das moradias.

Medidas simples e frequentes evitam que o mosquito nasça. Por isso, a população precisa participar fazendo a sua parte, mantendo os imóveis livres de criadouros. De acordo com o Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa), cerca de 65% dos criadouros identificados são em casas residenciais.

Uma forma de manter a casa protegida é realizando uma vistoria semanal, com lavagem de caixas d’água, bebedouros, desentupimento de calhas, eliminação de recipientes acumuladores (garrafas, lonas, baldes etc.). Segundo informações divulgadas pela equipe que trabalha no combate ao mosquito no Maranhão, já se teve registro de larvas até em cascas de ovos. Outro problema ressaltado é com garrafas em quintais.

Levando em consideração este contexto, seguem orientações sobre medidas para manter sua casa protegida contra o mosquito.

– Tampe tonéis, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água (a tampa não pode ter rachaduras);

– Coloque garrafas vazias de cabeça para baixo;

– Elimine da área (terraço e quintal) recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas, sacolas plásticas etc.;

– Não deixe acumular água nos vasos de plantas;

– Escove bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, vasos de plantas, tonéis, caixas d’água) e mantenha-os sempre limpos.

Se for viajar

– Retire a água dos vasos de plantas e guarde a vasilha de água e de comida dos animais de estimação;

– Faça a vedação dos ralos dos banheiros e da tampa dos vasos sanitários;

– Verifique se as lonas de cobertura estão bem esticadas para não haver acúmulo de água.

São Luís, 17 de Junho de 2020

© Revista Saúde News Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *