Governo do Tocantins reforça orientação de atendimento humanizado

Share

Novos diretores assumiram hospitais com a missão de contribuir com a melhoria dos serviços prestados

O governador do Estado do Tocantins Marcelo Miranda esteve reunido no Palácio Araguaia, com os novos diretores-gerais que estão assumindo a gestão do Hospital Geral de Palmas (HGP) e do Hospital e Maternidade Dona Regina (HMDR).
No HGP, o médico especialista em cirurgia de cabeça e pescoço, Daniel Martins Hiramatsu, assumiu o lugar da administradora hospitalar Renata Nogueira Duran. No Dona Regina, quem assumiu foi enfermeira Débora Petry e no Hospital Infantil de Palmas (HIP) continua como diretora-geral, Leiliane Alves, que também foi recebida pelo governador.
Na ocasião, o secretário de Estado da Saúde, Marcos Musafir, explicou como foram definidos os novos nomes. “A escolha foi feita em colegiado na Secretaria de Saúde, ouvindo os profissionais dos hospitais e identificando pessoas que tenham compromisso com a saúde, responsabilidade e vontade de fazer um trabalho ainda melhor para benefício da população. A recomendação já foi feita: humanização no atendimento”, disse.
O governador Marcelo Miranda agradeceu a quem esteve à frente das unidades até o momento e reforçou que os novos gestores façam tudo o que for possível para melhorar a cada dia o atendimento. “Sou defensor da saúde do Tocantins porque os profissionais são comprometidos e fazem um ótimo trabalho, mesmo com tantas dificuldades. Agradeço àqueles que ficaram durante todo esse tempo colaborando e aos que assumem por terem aceitado esse desafio. Tenho certeza de que todos têm muito para contribuir. Não dá pra dizer que vamos resolver a questão da saúde, mas vamos fazer tudo de melhor para que isso aconteça”, disse o governador aos diretores.
O novo diretor do HGP, Daniel Hiramatsu, ressaltou que a sua motivação para aceitar o desafio de estar a frente do maior hospital público do Estado é o comprometimento dos servidores da unidade. “Todos são muito comprometidos e a gente vai somar com a equipe para conseguir desenvolver um trabalho melhor ainda. Neste momento, o principal ponto é continuar o trabalho de atender o paciente de acordo com a necessidade dele, respeitando o fluxo de atendimento”, explicou.
Já a diretora do Dona Regina, Débora Petry, reforçou a importância da maternidade para o Estado e garantiu que vai dar continuidade ao ótimo trabalho que já é desenvolvido. “Já fizemos um levantamento juntamente com o gabinete itinerante, com os técnicos da secretaria e vemos que o hospital é muito bom, tem grandes projetos e títulos importantes que vamos continuar trabalhando para manter. Só tenho a agradecer pela oportunidade, porque fazer uma escolha técnica para a gestão é realmente uma atitude louvável”, disse.
Renata Duran que estava há dois anos e seis meses como diretora-geral do HGP fez questão de destacar sua experiência. “O tempo que fiquei à frente do HGP foi uma experiência única, pois essa unidade é um hospital de excelência, que tem resolutividade e eu vi o hospital crescer positivamente. Agora, estou junto com o novo diretor passando os projetos, as ações que temos e tenho certeza de que ele irá fazer uma boa gestão”, afirmou.
A diretora do Hospital Infantil, Leiliane Alves, que continua no cargo, também falou de sua experiência e destacou que a unidade continua focada no atendimento de qualidade. “O Infantil vai continuar trabalhando para o melhor atendimento às crianças e mães”, disse.
Também estiveram presentes na reunião o subsecretário de Estado da Saúde, Marcus Senna, que fez questão de destacar o currículo dos profissionais; o secretário-chefe da Casa Civil, Télio Leão Ayres; além de diretores administrativos do Dona Regina, Fernando Pinheiro, e do Infantil, Eduardo Francisco da Silva.

Currículos

Daniel Martins Hiramatsu é natural de São Paulo e há 9 anos está no Tocantins. É cirurgião de cabeça e pescoço no HGP. Por quatro anos, o médico foi coordenador do centro cirúrgico da unidade se destacando em importantes ações que proporcionaram o aumento do número de cirurgias e a divisão do atendimento das especialidades por horário. O médico é formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e tem curso de Gestão das Clínicas pelo Hospital Sírio Libanês e Gestão de Pessoas pela Universidade Federal do Tocantins (UFT).
Débora Petry é gaúcha e está há 20 anos no Tocantins. Trabalha há 10 anos como servidora do Estado, é concursada, formada em enfermagem, especialista em Urgência e Emergência, tem curso de capacitação em Auditoria e mestrado em Saúde Coletiva, com ênfase em Gestão de Sistemas de Saúde. No Hospital Geral de Palmas, atuou na assistência de enfermagem, na assessoria direta à direção, tendo implantado o Núcleo Interno de Regulação, o monitoramento de indicadores hospitalares, gerenciamento de leitos e o planejamento e implantação da Regulação Macrorregional do Tocantins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *