San Antonio Breast Cancer Symposium (SABCS), em San Antonio, Texas (EUA).

Share

Entre 10 e 14 de Dezembro de 2019 acontece a edição do SABCS no TEXAS, onde a mastologista Dra. Gabriela Caldas, a Oncologista clínica Dra. Noele Gomes e o Mastologista Dr. José Guará participam do maior evento de pesquisa de câncer de mama do mundo.

O Evento reúne mais de 7 mil participantes, entre médicos oncologistas, pesquisadores acadêmicos e outros profissionais da àrea da saúde.

O Objetivo é fornecer informações avançadas sobre prevenção, diagnóstico e terapia, etiologia e biologia experimental do câncer de mama e doenças pré-malignas da mama.

(foto retirada do instagram Dra Ana Gabriela , ao lado esquerdo Dra. Noele Gomes e Dr. José Guará)

Ministério da Saúde se reúne com representantes de 5 vacinas pré autenticadas.

Share

Em nota divulgada este domingo (22), o Ministério da Saúde anunciou que se reuniu, ao longo da última semana, com cinco laboratórios, cujas vacinas encontram-se em fase avançada de desenvolvimento. Foram recebidos representantes das indústrias americanas Pfizer, Janssen e Moderna, com a indiana Bharat Biotech e o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF). Algumas delas já aderiram ou estão pleiteando adesão ao consórcio internacional de vacinas (Covax Facility).

A pasta tomou nota e tirou dúvidas sobre detalhes técnicos do desenvolvimento dessas vacinas, sua segurança e eficácia, e de aspectos logísticos para operacionalizar sua distribuição. Os encontros também serviram para estreitar a comunicação entre as áreas técnicas do Ministério e o corpo técnico das empresas. O ministério anunciou que deverá assinar cartas de intenção não-vinculantes com as empresas “para permitir uma futura aquisição de doses”, conforme o escalonamento de entrega oferecido e após cumpridos os devidos protocolos.

As vacinas que o Brasil comprar terão que possuir registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), terem o preço máximo regulado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed) e receber recomendação de incorporação pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec). A consultoria jurídica e o corpo técnico do Ministério da Saúde estão analisando toda a documentação e verificando a melhor forma de contratação no momento oportuno.

De acordo com a nota, “uma série de premissas precisam ser analisadas antes da compra – como a segurança; a eficácia; a capacidade de produção em escala; a oferta em tempo oportuno para inserir as vacinas no Programa Nacional de Imunizações (PNI); o preço proposto para a incorporação; as condições logísticas oferecidas e a aprovação pela Anvisa”.

O Ministério da Saúde afirma que a definição dos grupos prioritários a serem vacinados dependerá dos resultados finais dos estudos de fase III das vacinas, os quais deverão confirmar a segurança e eficácia para cada grupo a ser considerado.

Segundo a nota, apenas após esses processos, “os brasileiros terão segurança e confiança para buscar a vacinação para a Covid-19”. De acordo com o ministério, a vacinação “ocorrerá de forma voluntária”.” A pasta segue acompanhando 270 estudos de vacinas no mundo e reitera o compromisso em buscar adquirir com a maior brevidade uma vacina segura, eficaz e que cumpra os requisitos explicitados, em especial o registro junto à Anvisa”, conclui o ministério.

Fonte: Uol/Notícias

Governo firma contrato com o Hospital São Domingos para a realização de radioterapia e cirurgias especializadas

Share

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) firmou contrato com o Hospital São Domingos, nesta quinta-feira (19), para a realização de procedimentos de radioterapia e de cirurgias especializadas aos pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A medida integra o conjunto de estratégias adotadas pelo poder público estadual para ampliar a oferta de tratamento de casos de câncer no Maranhão.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, o usuário do SUS terá agora dois serviços que serão prestados na unidade da rede privada de forma gratuita: Radioterapia e o Corujão da Saúde.

“Com esta parceria, estamos ampliando a capacidade de assistência aos pacientes em tratamento contra o câncer. Os investimentos na área da oncologia são marca da gestão do governador Flávio Dino e o trabalho que temos realizado tem transformado a vida de muitas pessoas que sofrem com a doença, possibilitando que tenham maiores chances de cura ou minimizando o sofrimento de quem luta contra a doença”, ressalta Carlos Lula.

Com o Corujão da Saúde, serão realizadas cirurgias no turno da noite e da madrugada, aproveitando a capacidade ociosa do Hospital São Domingos e, com isso, ampliando a oferta de cirurgias eletivas.

Para a diretora de Governança Clínica do Hospital São Domingos, Dra. Gláucia Palácio, o momento é muito importante, pois a unidade de saúde poderá responder socialmente à população.

“Vendo a fila do Sistema Único de Saúde muito grande, no sentido de atender cirurgias e radioterapias para os pacientes que têm câncer, nós, como uma estrutura renomada e com capacidade ociosa, vimos que poderíamos realizar essa parceria sem comprometer o atendimento do nosso público habitual”, garantiu.

O secretário adjunto de Atenção à Saúde, Carlos Vinícius, explica que os procedimentos serão agendados pela Central de Regulação da SES. “Os pacientes de radioterapia serão chamados a partir da fila de espera que temos hoje. Dessa forma, de acordo com a posição da fila, os pacientes serão remanejados tanto para o Hospital Aldenora Bello quanto para o Hospital São Domingos, que são as nossas duas referências de radioterapia em São Luís”, pontuou.

Já as cirurgias eletivas serão destinadas aos pacientes que estão aguardando pelos procedimentos no Hospital Dr. Carlos Macieira, referência cirúrgica de média e alta complexidade no Maranhão. Os pacientes serão direcionados de acordo com o quadro clínico e avaliação médica para uma consulta pré-operatória e, logo após, a realização da cirurgia no Hospital São Domingos.

fonte: https://www.ma.gov.br/

foto: Julyane Galvão.

CORONAVAC : Primeiras doses chegam no Brasil trazidos da China.

Share

As primeiras 120 mil doses da CoronaVac, vacina contra a covid-19, chegaram nesta manhã ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo. Anteontem, em entrevista a uma rádio de Pernambuco, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou que o Instituto Butantan receberia hoje o primeiro lote da vacina, produzida em parceria com o laboratório chinês Sinovac, um dia antes do prazo previsto.

O avião da Turkish Cargo com o imunizante a bordo pousou no aeroporto por volta das 7h35. A carga chegou em sete contêineres refrigerados. O governador esteve no local acompanhado do diretor do Butantan, Dimas Covas, e do secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn. “É um marco muito importante diante de uma pandemia que já levou a vida de mais de 166 mil brasileiros. Nós temos agora a chegada da vacina que, mediante autorização final da Anvisa, vai ajudar a salvar vidas”, disse Doria em vídeo publicado nas redes sociais.

As vacinas que chegarão até o final de dezembro fazem parte das 46 milhões de doses compradas pelo governo de São Paulo. As primeiras 6 milhões de doses chegam prontas da China e ficarão armazenadas sob responsabilidade do Butantan. Por questões de segurança, o estado não informa onde as unidades serão armazenadas. O Butantan também importará insumos da China para a formulação e envase da vacina em suas instalações e iniciou obras em uma fábrica para, futuramente, realizar a produção integral do imunizante.

fonte: uol.com

Enxaguante bucal mata coronavírus em 30 segundos no laboratório, diz estudo.

Share
Apesar de indicar potencial para o produto, a pesquisa é preliminar e ainda não foram realizados testes de eficácia em humanos.

De acordo com um estudo feito pela Universidade de Cardiff, no Reino Unido, enxaguantes bucais com pelo menos 0,07% de CPC (cloreto de cetilpiridínio) são capazes de matar o coronavírus (covid-19) em 30 segundos no laboratório. A substância ainda precisa ser testada em humanos antes de ser incorporada à rotina de cuidados contra a Covid-19.

O estudo foi publicado em versão pré-print, ou seja, ainda precisa ser revisado pela comunidade científica. Este processo é fundamental para que se aponte qualquer fragilidade na pesquisa.

Em entrevista à BBC, Richard Stanton, principal autor do estudo, explica que o líquido foi testado em laboratório “sob condições projetadas para simular a cavidade oral/nasal em um tubo de ensaio”.

O próximo passo do ensaio clínico é verificar se os enxaguantes bucais de fato diminuem os níveis de coronavírus de pacientes infectados — os resultados devem ser publicados no início de 2021.

Apesar de apresentar sinais considerados promissores, não há evidência científica de que o enxaguante possa ser usado como tratamento contra o coronavírus, já que não é aplicado no trato respiratório ou nos pulmões, onde costuma se concentrar a infecção. 

 

Qual é a importância de consultar um cirurgião vascular?

Share

O cirurgião vascular é responsável por cuidar da nossa circulação, e uma boa saúde vascular é essencial para um bom funcionamento do corpo!
Atuamos no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças que acometem as artérias veias e vasos linfáticos.
Doenças como trombose, isquemias, pé diabético, aneurisma de aorta abdominal, vasculites, varizes são diagnosticadas e tratadas com um bom médico vascular.
Cuide da sua saúde!
Quer saber mais? Consulte com um doa melhores cirurgiões vasculares do Maranhão.

Dr. Teixeira Júnior.

 

Reabertura de bares e restaurante movimentam noite das cidades

Share

Em Imperatriz, no Sul do Estado, a reabertura de bares tem causado uma falsa sensação de que tudo voltou ao normal e que o novo coronavírus não existe. Está sendo observado desde a flexibilização estabelecida nos últimos dias pela prefeitura. Um grande movimento nas ruas da cidade tem sido motivo de grande preocupação para muita gente.

Mesas cheias, bebida alcoólica e bate papo sobraram nos bares e restaurantes que foram observados lotados no intervalo de funcionamento permitido pelo decreto de flexibilização para atividades públicas e econômicas. No entanto, medidas de segurança como uso de máscara faltaram.

decreto de nº 69, assinado dia 26, pelo Prefeito Assis Ramos, permite 50% a lotação em atividades que reúnam pessoas, funcionamento de bares, casas de eventos, restaurantes e similares.

Nas casas de eventos, estão vetados shows, música ao vivo e apresentação de DJ’s. O secretário de governo, Eduardo Soares, explica que nos locais públicos e estabelecimentos comerciais permanecem as restrições para pessoas dos grupos de risco. “Idosos, Grávidas e demais pessoas com comodidades devem permanecer em isolamento social”, disse.

Segundo ele, deve-se acatar o intervalo de 2 metros entre as mesas nos bares, restaurantes, praças de alimentação de shoppings centers, galerias e centros comerciais, lanchonetes e congêneres.

“Importante ressaltar que os estabelecimentos devem realizar a higienização constante do local de funcionamento, assim como oferecer equipamentos de segurança para seus colaboradores e ofertar produtos de limpeza adequados para os clientes” – afirmou o secretário.

São Luís, 10 de Julho de 2020

Revista Saúde News Nordeste

Telemedicina ganha espaço na pandemia e é colocada a prova no Brasil

Share

Uso da modalidade está permitido em caráter excepcional e temporário

Amplamente discutida no cenário nacional em 2019 quando foi liberada e 15 dias depois revogada, por pressão de entidades médicas, a regulamentação da atividade ganha os holofotes da mídia novamente em 2020, após publicação da Lei 13.989/2020 que trata do uso da Telemedicina durante a pandemia causada pelo coronavírus (SARS-CoV-2), em abril.

Com aval do Conselho Federal de Medicina, em março deste ano, através do ofício de Nº 1756/2020, o Ministério da Saúde liberou o uso de atendimento médico com uso de dispositivos tennológicos. A modalidade pode ser usada para atendimento pré-clínico, de suporte assistencial, de consulta, monitoramento e diagnóstico de forma remota.

Segundo as diretrizes o atendimento deve ser feito diretamente entre médicos e pacientes, por meio de tecnologia da informação e comunicação que garanta a integridade, segurança e o sigilo de informações nos seguintes moldes:

Teleorientação: para que profissionais da medicina realizem à distância a orientação e o encaminhamento de pacientes em isolamento;

Telemonitoramento: ato realizado sob orientação e supervisão médica para monitoramento ou vigência à distância de parâmetros de saúde e/ou doença.

Teleinterconsulta: exclusivamente para troca de informações e opiniões entre médicos, para auxílio diagnóstico ou terapêutico.

Com a permissão da atividade, a modalidade que prevê crescimento, voltou a ser tema de debate nacional. Para os defensores, as perspectivas em relação à telemedicina no Brasil são positivas. Antes da flexibilização nos atendimentos, apenas profissionais de saúde podiam utilizar os serviços de telemedicina – a fim de obter aconselhamento clínico.

São Luís 08 de Julho de 2020

Pacientes oncológicos: Como Proceder na Pandemia

Share

Saiba quais recomendações indicadas aos pacientes em tratamento

Pacientes oncológicos estão entre as pessoas do grupo de risco para Covid – 19 e podem desenvolver, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a forma mais grave da doença; por isso, devem redobrar os cuidados para evitar contaminação do novo coronavírus. As pessoas deste grupo costumam ter queda na imunidade por conta da doença ou devido ao tratamento que estão sendo submetidos (quimioterapia, radioterapia e uso de corticoides).

Ainda há muitas dúvidas, sobretudo a respeito dos grupos de risco relacionados ao coronavírus, mas o consenso da classe médica é que quanto mais comorbidades, maior a chance da pessoa  evoluir mal, o que inclui ai pacientes oncológico que geralmente desenvolvem também outras patologias.  No entanto, não há nenhuma orientação sobre a necessidade de modificação do tratamento deste paciente.

As recomendações são a cerca dos cuidados a serem tomados para evitar infecção por coronavírus durante consultas e exames. A indicação principal de prevenção é a diminuição do fluxo e contato entre as pessoas. Para tanto, a Sociedade brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), recomenda:

Mantenham contato com o médico assistente.

Não adiem seu tratamento devido a um receio da contaminação – todos os cuidados estão sendo feitos para diminuir a forma de contágio e adiar seu tratamento pode prejudicar o resultado final do mesmo.

Mantenham-se em isolamento social com todas as medidas restritivas de circulação orientadas no atual cenário.

Outras recomendações, segundo a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama, FEMAMA, são:

Não interromper o tratamento de quimioterapia ou radioterapia, desde que não haja intercorrência clínica;

Tomar vacina para influenza/H1N1. Pacientes em quimioterapia devem consultar o seu médico;

Evitar os abraços, beijos e cumprimentos com as mãos, principalmente com pessoas que possuem problemas respiratórios ou chegaram de viagens no exterior; após qualquer contato lavar as mãos com sabão ou usar álcool em gel;

O mesmo cuidado serve para evitar contato com superfícies contaminadas como maçanetas, corrimões, botões de elevador;

Evitar visitas hospitalares, e se possível com poucos acompanhantes nas consultas; evitar ir à emergência por problemas simples; qualquer tipo de compromisso não essencial deve ser evitado;

Cuidar ao espirrar ou tossir, usando sempre o cotovelo como proteção do nariz e boca;

Em caso de sintomas gripais leves, é importante que o paciente entre em contato com o seu médico para avaliar a necessidade de procurar um atendimento de saúde.

São Luís, 07 de Julho de 2020

© Revista Saúde News Nordeste ©

Julho Amarelo – Prevenção e Controle das Hepatites Virais

Share

Com objetivo de chamar atenção e reforçar medidas preventivas e de controle das hepatites virais no Brasil, em 2019 foi instituído por meio da LEI Nº 13.802 o julho amarelo.  Conhecido como o mês de luta contra a doença, diversas ações de controle vigilância costumam serem intensificadas neste período.

No entanto, talvez em função da pandemia do novo coronavírus, até o momento não foi divulgado pelo Governo do Estado a programação a ser realizada no Maranhão que confirmou, entre 2007 e dezembro de 2018, 9.021 casos de hepatites virais (HV).

No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, MS, três milhões de pessoas estão infectados pela hepatite C, mas não sabem que têm o vírus. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que cerca de 3% da população mundial, seja portadora de hepatite C cronica.

O MS presume que a falta do conhecimento da existência da doença é o grande desafio, por isso a recomendação é que todas as pessoas com mais de 45 anos de idade façam o teste gratuitamente em qualquer posto de saúde e, no caso positivo, façam o tratamento que está disponível na rede pública de saúde.

Doença

As hepatites são doenças silenciosas que nem sempre apresentam sintomas. Quando estes aparecem, podem ser cansaço, enjoo, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras, entre outros.

O diagnóstico precoce é primordial para a prevenção das principais complicações que os subtipos da doença causam, como cirrose hepática e hepatocarcinoma, que podem levar a morte.

Tipos de Hepatites

– Hepatite A: tem o maior número de casos, está diretamente relacionada às condições de saneamento básico e de higiene. É uma infecção leve e se cura sozinha. Existe vacina.

– Hepatite B: é o segundo tipo com maior incidência; atinge maior proporção de transmissão por via sexual e contato sanguíneo. A melhor forma de prevenção para a hepatite B é a vacina, associada ao uso do preservativo.

– Hepatite C: tem como principal forma de transmissão o contato com sangue. É considerada a maior epidemia da humanidade hoje, cinco vezes superior à AIDS/HIV. A hepatite C é a principal causa de transplantes de fígado.  A doença pode causar cirrose, câncer de fígado e morte. Não tem vacina.

– Hepatite D: causada pelo vírus da hepatite D (VHD) ocorre apenas em pacientes infectados pelo vírus da hepatite B. A vacinação contra a hepatite B também protege de uma infecção com a hepatite D.

– Hepatite E: causada pelo vírus da hepatite E (VHE) e transmitida por via digestiva (transmissão fecal-oral), provocando grandes epidemias em certas regiões. A hepatite E não se torna crônica, porém, mulheres grávidas que forem infectadas podem apresentar formas mais graves da doença.

São Luís, 06 de Julho de 2020

© Revista Saúde News Nordeste ©

Governo libera reabertura das academias

Share

Funcionamento deve seguir normas sanitárias ou poderá ser fechada novamente

De acordo com decreto publicado pelo Governo do Estado, foi liberado o funcionamento das academias de ginástica a partir desta segunda feira, 22. No entanto, a reabertura, após três meses fechadas por medida de segurança, para evitar a disseminação do novo coronavírus, está condicionada a restrições.

A retomada do expediente só será permitida sob controle. As aulas deverão ocorrer por meio de agendamentos, observando as regras de distanciamento social. O contingente máximo permitido é de 30% da capacidade do local para que não haja aglomeração. E os procedimentos de higiene devem ser redobrados.

A sugestão é que cada equipamento tenha seu kit de limpeza, e que esta seja feita toda vez que um aluno utilize-o. Na entrada, é indicado medição de temperatura dos alunos com termômetro digital e checagem do agendamento da aula. “Os protocolos já foram aprovados e vamos fiscalizar” – afirmou o governador Flávio Dino em seu pronunciamento feito dia 19.

Para o Cirurgião Geral, Lailton Lima, a atividade física é primordial também nestes momentos, porque ajuda a manter a saúde e a imunidade alta. Ele defende a reabertura das academias, mas alerta para os cuidados necessários.

“Temos que nos proteger com uso de máscaras e lavando as mãos de forma adequada. E as academias por sua vez devem tomar as providências para proteção dos seus alunos, disponibilizando álcool gel na entrada, aferindo temperatura, arejando ambiente, afastando equipamentos e orientando os personais para que não tenha tanto contato com os alunos” – disse o médico.

“Mas a atividade física é fundamental seja na academia, ao ar livre ou até mesmo dentro de casa, desde que seja de forma segura, porque você se protege e protege seus familiares” – ressaltou Lailton.

São Luís, 23 de Junho de 2020

© Revista Saúde News Nordeste