Dieta x Exercício? Saiba o que emagrece mais

Share

Uma pesquisa publicada no periódico “Obesity Reviews” analisou os resultados de 15 trabalhos diferentes. Todos mediram o efeito de atividades físicas (como caminhada e corrida), em pessoas que não fizeram mudanças nas suas dietas. Para quem subestima os exercícios físicos, as conclusões são desanimadoras. Na maioria dos resultados – que envolveram 657 pessoas e duraram de três a 64 semanas – a eliminação de peso foi menor do que a esperada.

Realmente, quando o assunto é agilizar o emagrecimento, a alimentação leva vantagem. Isso é pura matemática! A conta é simples: para eliminar 1 quilo de gordura corporal é necessário gastar cerca de 7 mil calorias, o que só é conquistado com um treinamento intenso de duração, em média, de 14 horas. Ou seja, é mais fácil não consumir, em fração de segundos, cinco biscoitos recheados com cerca de 400 calorias fechando a boca do que eliminá-las em 1 hora de corrida. Uma pessoa com sobrepeso pode consumir mais de 3.000 calorias por dia e um obeso chega a 5.000. Não tem como compensar isso com exercício. É preciso reduzir pelo menos 40% da ingestão de alimentos, pois é muito mais fácil cortar o consumo dessas calorias do que gastá-las suando a camisa. Vale ressaltar que o gasto de energia resultante do exercício não é o mesmo para todo mundo, varia a partir do condicionamento físico e as características pessoais de cada indivíduo (altura, peso, idade). Talvez um dos fatores para que não ocorra um emagrecimento relevante para quem faz somente exercício, é que a pessoa pode acabar compensando a eliminação de calorias comendo mais. Isso aconteceu em pelo menos dois artigos analisados.

Reeducação alimentar

É comum as pessoas subestimarem os efeitos da atividade física. As pessoas têm uma noção errada de que, se fazem exercícios, elas podem comer o que quiserem. Se você fizer uma hora de atividade e depois tomar uma cervejinha, já recuperou as calorias antes eliminadas. Uma hora de caminhada por dia muda indicadores de saúde, mas não necessariamente faz emagrecer. Para gastar 500 calorias (meta diária de quem quer perder meio quilo por semana) é preciso fazer uma hora de atividade de alto impacto, como uma aula de spinning. O esforço pode ir embora com dois pedaços de pizza.

O maior problema da obesidade é o sedentarismo. A alimentação tornou-se importante porque hoje, o gasto calórico médio da população é ínfimo. Dietas sem atividade física são insustentáveis e, em longo prazo, acabam em efeito sanfona. Diversos estudos indicam que fazer DIETA ENGORDA (isso mesmo). O ideal é fazer reeducação alimentar, que é completamente diferente. Quando você faz só a restrição alimentar, tem que comer cada vez menos para continuar eliminando peso. Com o emagrecimento, o metabolismo vai ficando mais lento porque fazendo somente dieta a pessoa elimina, além de gordura, massa muscular. Mais importante do que eliminar peso é mudar a composição corporal. Emagrecer é diminuir a quantidade de gordura corporal, não só eliminar quilos. Quem treina pode até ganhar uns quilos porque há um ganho de músculo, que é mais pesado que a gordura. Lembre-se que os ganhos da atividade física na saúde são mais importantes do que a diminuição de um número na balança. Portanto, combinar reeducação alimentar com exercícios físicos é a forma mais saudável de emagrecer. Mas se você ainda não se convenceu, vamos aos números: para eliminar 1 quilo por semana apenas com dieta é necessário cortar cerca de 1000 calorias por dia da alimentação. Agora, se a opção for fazer exercícios, você vai ter que gastar 1000 calorias a mais por dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *