A ortopedia e a qualidade de atendimento no Maranhão

Share

A tecnologia a serviço da medicina não tem limites. Se no passado a infelicidade de um acidente com traumas ou uma artrose eram motivos de restrições à mobilidade humana, hoje o cenário é outro. A medicina, por meio da ortopedia, oferece ao homem a possibilidade de viver com qualidade. Para falar sobre esta específica parte da medicina ouvimos o Ortopedista Gregório Francisco França Ribeiro Júnior, um piauiense que há tempos vive no Maranhão.
O implante de próteses praticamente em todas as partes do corpo devolve ao ser humano a satisfação de uma vida normal e sem percalços que no passado podiam tornar seu cotidiano infeliz e dolorido. Joelhos, coluna, quadril, braços artificiais são projetados e desenvolvidos por meio de alta tecnologia de precisão. A boa notícia é que os avanços chegaram para todos.
“Estive agora em São Paulo e vi que tenho acesso ao mesmo material, de primeira linha, que têm os melhores ortopedistas de lá”, explicou Gregório sobre os avanços tecnológicos nas áreas de ortopedia e traumatologia.
O ortopedista cirurgião se aperfeiçoou em Ombro e Cotovelo, Pé e Tornozelo e Alongamento Ósseo e está em constante qualificação para assegurar a seus pacientes um atendimento de qualidade. Só este ano fez, nos Estados Unidos, um curso de Imersão e Atualização em Cirurgia do Ombro e aqui, no Brasil, participou do XVII Congresso Norte e Nordeste de Ortopedia e Traumatologia, em São Luís (MA) e estará presente no XIV Congresso Brasileiro de Fisioterapia em Reconstrução e Alongamento Ósseo que acontecerá em setembro, em Belém(PA).
“Estamos sempre em busca de algo melhor”, reforça ele sobre a importância da constante qualificação.
Todo o esforço e dedicação colhem conquistas e, ainda esse ano, o ortopedista integrará a equipe que realizará uma cirurgia pioneira no Maranhão, no Hospital São Domingos. Trata-se de uma cirurgia de Tornozelo que traz como novidade uma prótese alemã. Segundo Gregório, será a quarta cirurgia utilizando o material no Brasil. “A cirurgia será um grande acontecimento”, destaca.

QUEDA DE IDOSOS 

Estima-se que há uma queda para um em cada três indivíduos com mais de 65 anos e, que um em vinte daqueles que sofreram uma queda sofram uma fratura ou necessitem de internação. Dentre os mais idosos, com 80 anos e mais, 40% caem a cada ano. Dos que moram em asilos e casas de repouso, a freqüência de quedas é de 50%. A prevenção de quedas é tarefa difícil devido a variedade de fatores que as predispõem.
Os fatores de risco que mais se associam às quedas são: idade avançada (80 anos e mais); sexo feminino; história prévia de quedas; imobilidade; baixa aptidão física; fraqueza muscular de membros inferiores; fraqueza do aperto de mão; equilíbrio diminuído; marcha lenta com passos curtos; dano cognitivo; doença de Parkinson; sedativos, hipnóticos, ansiolíticos e polifarmácia.
Tratamento: Exercícios; Intervenções para reduzir lesões; E estratégia de Redução dos Fatores de Riscos.

Artrose e Indicação Cirúrgica

Artrose é o envelhecimento natural das articulações e ocorre em todas as pessoas a partir dos 40-50 anos de idade, que é chamada de artrose primária. Outra forma de artrose é aquela que acomete a articulação depois de uma fratura intra-articular, que é chamada de artrose secundária.
Com a evolução da artrose a cartilagem que compõe todas as nossas articulações vai ficando gradativamente mais fina e incia-se o processo de dor no local e dificuldade de movimento. As articulações dos membros inferiores são as mais comuns devido a carga de peso que elas suportam: quadril, joelho, tornozelo e coluna lombar.
“A cirurgia é habitualmente reservada para os casos de artrite grave e limitante que não respondem a outros tratamentos”, explica Gregório.

ARTROSCOPIA

Dr Gregório ressalta a Artroscopia, entre os avanços dos tratamentos ortopédicos. Trata-se de um procedimento cirúrgico que permite ver o interior de uma articulação em seu corpo usando um equipamento chamado “artroscópio”. Ele permite ao médico olhar diretamente para as estruturas de dentro da articulação, como os ligamentos (tecido resistente que liga um osso ao outro), a cartilagem (tecido liso que cobre as extremidades dos ossos nas articulações) e outras estruturas.
O procedimento pode ser usado tanto para diagnosticar, quanto para realizar o reparo de um problema articular. A artroscopia é mais comumente realizada no joelho e ombro, mas também pode ser feita no quadril, tornozelo, cotovelo e punho.

A artroscopia é usada principalmente como método cirúrgico para reparar lesões intra-articulares. Dentre as indicações mais comuns estão os tratamentos:

  • Para as lesões de meniscos, cartilagem e ligamentos no joelho
  • Para reparo de tendões, cartilagem e tratamento da instabilidade do ombro
  • Para lesões de cartilagem e impacto do quadril e tornozelo
  • Biópsia de tecidos intra-articulares nas diversas articulações.

ALONGAMENTO ÓSSEO

Irregularidades do crescimento na infância, acidentes, infecções e problemas congênitos podem gerar diferença de tamanho entre um osso e seu lado contralateral (dismetria). Para corrigir essa diferença, é realizado um procedimento cirúrgico chamado de Alongamento Ósseo, especialidade da ortopedia que Dr Gregório domina.
Na cirurgia, o osso é alongado pouco a pouco. Após ser cortado, um novo osso passa a ocupar a zona a ser alongada. Correções de angulações também podem ser feitas por meio do mesmo processo. Há quem faça a mesma cirurgia com finalidade estética, já que pessoas de baixa estatura podem crescer de três a dez centímetros após do término da fase de crescimento.
O tempo de recuperação e a quantidade de centímetros alongados dependem das condições gerais de saúde de cada pessoa.

QUALIDADE NO ATENDIMENTO MÉDICO

Gregório ressalta ainda a forma com que se conduz um tratamento hoje. A relação entre médico e paciente ganhou qualidade ao longo dos anos. “Essa relação mudou bastante, evoluiu, pois hoje a consciência do profissional é de que o paciente é um parceiro. O médico não se coloca mais no pedestal”, explica o ortopedista.

Entre as condutas a serem adotadas para qualificar o atendimento estão:

Discutir melhor as opções terapêuticas com os pacientes, principalmente na hora de indicar uma cirurgia;
Médicos cirurgiões serem medidos pelos seus resultados (incluindo reclamações de pacientes que foram mal atendidos);
Não pedir qualquer exame sofisticado sem justificativa, como, por exemplo, ressonância magnética, um dos mais caros. A rotina de pedir exames deverá seguir uma diretriz, estabelecida pela literatura médica. O que não estiver nesta diretriz, não pode ser autorizado.
Os médicos devem utilizar materiais de alto custo somente se estes forem necessários para as cirurgias.

SAÚDE DA COLUNA

A coluna vertebral é o eixo central do corpo. É exigida em quase todos os movimentos e ainda funciona como um duto de feixes nervosos, ligando diversos órgãos e outras partes do corpo ao cérebro.

Principais problemas da coluna vertebral:

Cifose: é também um desvio da coluna, mais facilmente percebido quando a pessoa está de lado, pois as costas ficam arqueadas, o tórax retraído e os ombros projetados para a frente;
Lordose: desvio da coluna característico na região da bacia, causando uma curvatura exagerada no local;
Hérnia do disco intervertebral: a parte mais central do disco, que se localiza entre as vértebras, sai da estrutura da coluna, causando dores muito fortes e até mesmo paralisação dos movimentos;
Artrose: conhecida como bico-de-papagaio, é causada pelo atrito entre as vértebras. Depois de algum tempo, surge uma espécie de calcificação, que pode comprimir alguns vasos sangüíneos ou nervos.
Escoliose: a coluna se desvia para o lado, passando a apresentar uma deformidade; surge por causa da má postura, ao se usar por tempo prolongado um só lado do corpo.

PERFIL

Gregório Francisco França Ribeiro Junior (CRM 4073):
Médico graduado pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em 1997;
Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia;
Especialização em Cirurgia de Ombro e Cotovelo, Pé e Tornozelo e Alongamento Ósseo.
Atende no Hospital São Domingos e no Centro Médico Calhau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *