16 de Outubro, dia do anestesista

Share

 

O médico anestesista, além de aplicar medicamentos anestésicos, que possibilitarão um procedimento sem dor e com bastante conforto ao paciente, também administra outros organismos, preparando-o para o ato operatório de sucesso. Durante o procedimento cirúrgico, o anestesista é responsável por monitorar os parâmetros fisiológicos do paciente, como frequência cardíaca, pressão arterial, respiração, oxigenação do sangue, temperatura e outros fatores importantes. O Dia do Anestesista é comemorado no dia 16 de outubro por um motivo especial. Nesta mesma data, em 1846, foi realizada a primeira intervenção cirúrgica com anestesia geral. Naquele dia, às 10 horas, no anfiteatro cirúrgico do Massachusetts General Hospital, em Boston, o cirurgião John Collins Warren realizou a retirada de um tumor no pescoço de um jovem de 17 anos, chamado Gilbert Abbot. O paciente foi anestesiado com éter pelo dentista William Thomas Green Morton, que utilizou um aparelho inalador idealizado por ele mesmo. A cena foi posteriormente imortalizada em um quadro do pintor Roberto Hinckley, pintado em 1882. Anos depois, a data continua sendo comemorada no mundo inteiro.

Avaliação pré-anestésica

A anestesiologia é uma especialidade médica, reconhecida pela Associação Médica Brasileira (AMB), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e tem como áreas de atuação: administração em saúde e dor. É importante que o paciente responda corretamente a ficha de avaliação pré-operatória, leve todo tipo de exame médico que possuir que for atualizado e que respeite as orientações quanto ao tempo de jejum. Não usar cosméticos ou produtos de beleza no dia da operação e deixar em casa jóias, relógios, brincos, anéis ou pulseiras, também é uma importante recomendação feita pelo anestesista a fim de que tudo ocorra bem antes e durante do procedimento cirúrgico.

Responsabilidades

O Anestesiologista é o médico responsável pela avaliação clínica antes do início da cirurgia através da consulta pré-anestésica e pela realização da anestesia propriamente dita. A presença do anestesiologista também pode ser necessária em alguns exames que demandem sedação. O ato anestésico não se limita a retirar a dor do paciente com a administração de anestésicos; o anestesiologista acompanha integralmente o seu paciente durante a cirurgia, monitorando e tratando as diversas repercussões dos diversos órgãos frente as intervenções cirúrgicas. Portanto, ele é o primeiro a chegar e o último a sair, permanecendo todo o tempo ao lado do paciente, a fim de garantir estabilidade clínica e anestesia adequada. Após o término da cirurgia, o anestesiologista encaminha o paciente para a sala de recuperação pós-anestésica cujo tempo de permanência na sala de recuperação é cerca de 1 a 2 horas após o término da cirurgia, podendo se estender caso haja necessidade.

É com grande satisfação que a Revista Saúde News Nordeste parabeniza a todos os profissionais anestesiologistas, que se empenham em proporcionar aos pacientes, procedimentos sem dor, com conforto e segurança!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *